Evento Cancelado: Date With Data #31: Tornar os dados visíveis

Devido a um pequeno contratempo vemo-nos obrigados a cancelar o evento deste mês.
O próximo será a 03/Novembro, organizado em parceria com a Wikimedia Portugal, para marcar as celebrações do sexto aniversário do Wikidata (https://www.wikidata.org/wiki/Wikidata:Sixth_Birthday/Date_With_Data_(Porto)), em breve enviaremos mais informações.

Nos últimos encontros temos andado a recolher e organizar dados: sinistralidade rodoviária, incêndios, hamburgarias, ocorrências da proteção civil… Mas tal como não adianta ter música na partitura se não há quem a toque, também vale pouco ter muitos datasets se não encontramos forma de os ver, compreender e tornar úteis.
É a isso que vamos dedicar o próximo Date With Data, já este Sábado, 20/Outubro: um sprint para chegarmos a visualizações, mini-aplicações, sites e outras formas de reutilizar fontes de dados abertos que temos andado a compilar.

Traz o portátil, uma tripla para assegurar que toda a gente tem bateria e boa disposição!Das 10:00 às 17:00, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) – aparece e traz um amigo/a também!

O Date With Data seguinte será Sábado, 3 de Novembro. Será um dia especial, organizado em parceria com a Wikimedia Portugal, para marcar as celebrações do sexto aniversário do Wikidata. (https://www.wikidata.org/wiki/Wikidata:Sixth_Birthday/Date_With_Data_(Porto)).
Guarda a data e anda descobrir e explorar este poço de recursos livres!

Créditos da imagem: Esquema do livro “The ladies’ guide to needle work, embroidery, etc. : being a complete guide to all kinds of ladies’ fancy work” (1877)” https://www.flickr.com/photos/internetarchivebookimages/14803821193/

Date With Data #30: Que tal está o tempo lá fora?

No próximo encontro, vamos olhar para a meteorologia: temperaturas, ventos, pressões, previsões, registos históricos, marés e o que mais por aí houver.

O clima tem feito manchetes nos últimos anos e não tem sido pelas melhores razões. Tanto as alterações climáticas como os incêndios florestais têm marcado a atualidade e nós queremos estar (ainda mais) em cima do assunto. Vamos dedicar-nos a encontrar fontes de informação, criar datasets e pensar juntos que coisas interessantes podemos projetar para percebermos melhor o que se vai passando com o tempo.

Este Sábado, dia 8/Setembro, vai estar um dia de sol e temos uma fantástica sala num jardim com bastante sombra no centro do Porto!
Traz o portátil, uma tripla para assegurar que toda a gente tem bateria e boa disposição!

Das 10:00 às 17:00, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) – aparece e traz um amigo/a também!

Aponta já na agenda: o próximo Date With Data será a 20 de Outubro!

Imagem: A cheia do rio Douro, Dezembro de 1909, Repositório Temático da Universidade do Porto

Date With Data #29: Explorar Dados

Nos encontros deste ano temos estado mais dedicados à aquisição de conjuntos de dados abertos, desde a sua organização e limpeza, à actualização automática dos mesmos. Acaba por ser um trabalho moroso e por vezes não muito visível, ou até apelativo, contudo é a fundação essencial que facilita a posterior utilização dos dados em projectos.

Neste próximo encontro vamos abordar a fase seguinte, de exploração e análise de dados, com uma pequena introdução à ferramenta Jupyter Notebook, com a linguagem de programação Python.
O projecto Jupyter tem-se vindo a popularizar, sendo uma aplicação web de código aberto que possibilita a criação e partilha de documentos interactivos que podem conter código, visualizações, texto narrativo, entre outras funcionalidades — ideal para desenvolvimento colaborativo de um projecto que tenha como ponto de partida dados abertos.

Dia 14/Julho, Sábado, teremos de manhã um pequeno workshop introdutório da ferramenta e de discussão, em que analisaremos dados da Central de Dados (como incêndios, quer histórico ou em tempo-real, Parlamento, endereços e outros) ou até do recentemente relançado Portal de dados abertos da Administração Pública. À tarde continuaremos explorando os dados e partilhando ideias de projectos a desenvolver nos próximos encontros.

Vai estar calor, mas temos uma fantástica sala num jardim com bastante sombra no centro do Porto!
Traz o portátil, uma tripla para assegurar que toda a gente tem bateria e boa disposição!
Quem não tiver o Jupyter Notebook instalado, é importante chegar a horas às 10h, para configurar o software e acompanhar o workshop desde o início.

Das 10:00 às 17:00, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) – aparece e traz um amigo/a também!

Aponta já na agenda: após uma pausa em Agosto, o próximo Date With Data será a 9 de Setembro!

Imagem: “Chaotic Clouds of Jupiter”, NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Gerald Eichstädt /Seán Doran

Date With Data #27: Por entre os dados do Parlamento

No Date With Data anterior começamos a organizar os dados do Parlamento e este Sábado vamos continuar o processo, também agora efetuando algumas análises e visualizações.

Tendo já alguns dados organizados vamos importar os mesmos para uma base de dados e explorar a informação, com recurso a declarações SQL. Com os resultados das análises faremos algumas visualizações, com recurso à ferramenta Datawrapper, que partilharemos online no Twitter — estejam atentos à hashtag #datewithdata ou sigam-nos: @thackdaypt.
Não se assustem com os detalhes técnicos, será uma sessão colaborativa de trabalho, em que os participantes ajudam-se uns aos outros e partilham os seus conhecimentos.

Além de tarefas técnicas também temos outras mais colaborativas, por exemplo, complementar os dados biográficos dos deputados com o seu percurso académico e profissional mais detalhado. Para tal teremos uma tarefa de crowdsourcing, pesquisando e recolhendo os links dos perfis LinkedIn dos deputados, que usaremos depois com uma demonstração de recolha automática de informação estruturada de redes sociais.

E não te esqueças do portátil! Se tiveres à mão traz também uma ficha tripla para assegurarmos que toda a gente tem bateria.

Das 10:00 às 17:00, 12 de Maio, Sábado, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) — aparece e traz um amigo/a também!

Aponta já na agenda: o Date With Data do próximo mês será a 9 de Junho!

Imagem criada a partir de uma fotografia de Sharon Hahn Darlin, disponível segundo a licença CC-BY-2.0.

Date With Data #26: Parlamento

Recebemos uma boa novidade: o website do Parlamento foi renovado, incluindo agora uma secção de dados abertos! A 14 de Abril vamos aproveitar a deixa para nos voltarmos a debruçar sobre a Assembleia da República, que foi precisamente o tema do primeiro Date With Data em 2010.

A ideia será juntarmo-nos para olhar para o que já foi feito à volta do Parlamento e o que falta fazer, e começarmos a sujar as mãos com estes novos conjuntos de dados. Uma das tarefas que tomaremos em mãos será olhar para os dados e pensar as melhores formas de os re-converter para formatos mais fáceis de trabalhar. Vamos atirar para o ar chavões como XML, JSON, SQL e desmistificar os termos técnicos para tratarmos de coisas úteis. E olharemos de perto para o que o Parlamento agora nos dá, para descobrirmos o que agora é possível fazer e o que falta.

Como habitualmente, vamos também olhar para outros projetos e ideias, e esperar que a chuva não esteja demasiado presente. De qualquer maneira, espera-nos um dia no quentinho do Pavilhão Jardim a congeminar em conjunto, com a boa disposição do costume.

Ainda no rescaldo do Open Data Day, a Open Knowledge publicou um artigo sobre o evento no Porto e Helsínquia, que escrevemos em conjunto com os nossos colegas finlandeses. Publicámos também um relato em português com mais pormenores e links para os slides das apresentações.

E não te esqueças do portátil! Se tiveres à mão traz também uma ficha tripla para assegurarmos que toda a gente tem bateria.

Das 10:00 às 17:00, 14 de Abril, Sábado, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) — aparece e traz um amigo/a também!

Aponta já na agenda: o Date With Data do mês de Maio que será a 12 de Maio!

Open Data Day 2018: como foi

O Open Data Day deste ano foi dedicado ao tema dos mapas abertos. De manhã à tarde, aprendemos, conversamos e olhamos para informação geográfica aberta, para perceber os recursos que existem, como podemos usá-los e contribuir para que se tornem ainda mais completos.

João Pina veio falar-nos sobre a história do Fogos.pt, um site que mapeia os incêndios em Portugal e que o faz usando dados abertos, disponibilizados pela Proteção Civil Portuguesa. Este projecto começou em agosto de 2015, como um desafio de serão para recolher e visualizar os dados dos incêndio. A forma simples como mostra a informação dos fogos, um mapa com os pontos assinalados, em vez das tabelas disponibilizadas em formato PDF pela Proteção Civil, tornou-o desde logo um recurso útil, com muito uso. Ao perceber o interesse que o fogos.pt gerou, João continuou a trabalhar nele, modificando-o conforme necessário (atualizando as tecnologias usadas, a fonte dos dados, que entretanto mudou a forma como estes eram publicados, etc) e expandindo-o. Um dos problemas com que se deparou, pelo uso extensivo do site, foi a limitação imposta pelo Google Maps, o motor original de mapas que tinha usado. Com a presença da comunidade do Open Street Maps no ODD, aproveitou a oportunidade para lhes pedir ajuda para migrar os seus mapas :-) e partilhou connosco que tem um repositório com o código do fogos.pt que pretende tornar público, segundo uma licença aberta. Os slides da apresentação do João, com mais pormenores sobre a história técnica do site, podem ser vistos aqui.

Foi com grande entusiasmo que recebemos Francisco Caldeira e Ana Santos, do Instituto Nacional de Estatística (INE), uma das fontes de dados abertos mais interessantes que encontramos — e, além disso, extremamente receptivos: das vezes que lhes enviámos emails com dúvidas sobre os dados, não demoraram mais de um dia a responder-nos! Falaram-nos das diretivas adotadas pelo governo português, com o objetivo de melhorar a acessilidade e estandardização dos dados, segundo as quais tem estruturado os seus esforços. Mostraram-nos o trabalho que têm feito a nível de dados geográficos e informação dos censos, e a evolução da forma como os dados estão disponíveis. Inicialmente, a base de dados de geo-informação dos censos estava à venda. Nessa altura apenas grandes empresas, como hipermercados, compraram a informação para estudar a população e a possível distribuição das suas lojas. Hoje, a informação está disponível livremente. A base de dados das moradas de Portugal, um dos conjuntos de dados mais procurados (na Central de Dados, o conjunto de dados das moradas, antigamente disponibilizado pelos CTT, é o mais descarregado), foi tornada pública esta semana e está acessível aqui. Este conjunto de dados foi reunido com uma incrível rapidez, apenas possível pela forma como o INE geriu e abriu a recolha aos cidadãos.

Por fim, para fazer a ponte entre as apresentações anteriores, tivemos Miguel Tavares da Câmara de Águeda, que nos falou sobre a interação entre a instituição onde trabalha e o projeto comunitário do Open Street Map. Desde 2008 que a Câmara de Águeda tem usado o OSM como motor para gerir os seus dados geográficos. Com a iniciativa de Miguel Tavares e outros funcionários da câmara, envolvidos na comunidade do OSM, foi levado a cabo o esforço de inserir os dados geográficos que tinham e que foram recolhendo diretamente no Open Street Map, de forma a manter os mapas atualizados. Em vez de comprar software proprietário de gestão de mapas, a câmara usa e contribui para este projeto aberto — e uma das consequências é Águeda ter-se tornado uma das municipalidades melhor mapeada no OSM. Os datasets abertos publicados pela CM Águeda são usados pela mesma para criar serviços úteis — O melhor percurso, mapas de autocarros escolares, entre outros — e para promover hackathons com o público onde se trabalha e reflete na utilidade da informação publicada.

Para mais imagens deste Open Data Day aqui. O próximo encontro, Date With Data, é no dia 14 de abril. Guarda a data!

Open Data Day Portugal 2018

Sábado, 3 de Março, assinalamos o Open Data Day na cidade do Porto.

O Open Data Day é uma celebração anual dedicada aos dados abertos. No mesmo dia, em vários locais do mundo, são organizadas dezenas de eventos dedicados ao tema. É uma oportunidade para mostrar os benefícios da informação acessível ao público e incentivar à adoção de políticas abertas de dados junto do governo, empresas e sociedade civil.

Em 2018, o tópico escolhido para o evento português são os Mapas Abertos. No Porto vão juntar-se pessoas que contribuem para projetos de dados abertos geográficos a nível institucional, empresarial, académico e independente. Haverá lugar a um workshop com a comunidade OpenStreetMap Portugal e uma sessão com oradores do INE, Câmara Municipal de Águeda e Fogos.pt.

Para aparecer, é só fazer o registo.

Esta é mais uma edição de um evento que organizamos desde o seu início; podes ler sobre como foi em 2015, 2016 e 2017.

O Open Data Day 2018 Portugal conta com o generoso apoio da Open Knowledge International, da Mapbox e do UPTEC PINC para a concretização do evento.

Programa

Manhã: Sessão especial de trabalho Date with Data
10:30 – 11:00: Receção e café
11:00 – 13:30: Workshop com OpenStreetMap Portugal
13:30 – 15:00: Almoço (livre)

Tarde: Sessão com oradores
15:00 – 15:15: Receção e café
15:15 – 15:25: Sobre o Open Data Day
15:30 – 16:00: João Pina – Fogos.pt
16:00 – 16:30: Miguel Tavares – Câmara Municipal de Águeda
16:30 – 17:00: Francisco Caldeira e Ana Santos – Instituto Nacional de Estatística
17:00 – 17:30: Conversa aberta
Café e despedida

Perguntas Frequentes

O evento tem algum custo?
Não há nenhum custo para os participantes do evento. O registo é somente para ter uma ideia do número de pessoas que estarão presentes e melhor gestão da organização.

Posso inscrever-me em apenas uma das sessões?
Podes inscrever-te em qualquer uma das sessões (manhã/tarde) ou em ambas.

Quais as opções de estacionamento?
Estacionamento de rua ou diversos parques de estacionamento pago em redor.

Tenho de imprimir o bilhete do evento?
Não é necessário imprimir o bilhete.

Onde é?
UPTEC – PINC Praça Coronel Pacheco, 2, Porto

Material de Divulgação

Imagem do cartaz adaptada de uma fotografia de Carl Drougge, disponível segundo a licença CC-BY-SA.

Date With Data #25: Mapas

Numa sociedade cada vez mais móvel, a informação geográfica assume um papel predominante no nosso quotidiano, sendo essencial para o funcionamento de utilitários como mapas, navegação e pesquisas.
O Date with Data deste Sábado, a 10 de Fevereiro, será uma introdução leve ao tema que será o foco do Open Data Day 2018: Open Mapping, a acontecer já no dia 3 de Março.

Na Central de Dados temos bastantes repositórios com informação geográfica (ex: casas devolutas, alojamento local,  incêndios, entres outros) e já fizemos projectos de visualização geográfica, mas nunca uma sessão em que partilhássemos os conceitos básicos dessa área específica. Teremos de manhã uma sessão introdutória ao tema e de tarde trabalharemos dados, quer recolhendo ou construindo visualizações.

E não te esqueças do portátil! Se tiveres à mão traz também uma ficha tripla para assegurarmos que toda a gente tem bateria.

Das 10:00 às 17:00, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) — aparece e traz um amigo/a também! E sê pontual, que vamos começar mesmo às 10!

Gostavas de ter aparecido no último Date With Data? Podes ler as notas da sessão aqui.

Aponta já na agenda: o Date With Data do mês de Março será substituído
pelo Open Data Day 2018, que será a 03 de Março!

Créditos: A imagem deste Date With Data é um estilo de mapa criado pela Mapbox com dados do OpenStreeetMap.

Date With Data #24: Ano Novo, Dados Novos

O primeiro Date With Data de 2018 é já este sábado 13 de Janeiro.
Para começar o novo ano vamos pesquisar e reunir referências online de informação pública para adicionar à Central de Dados ao longo deste ano. Existe muita informação pública disponível em websites institucionais, contudo não se encontra estruturada para fácil processamento e visualização.

Alguma dessa informação já está na Central De Dados, mas queremos continuar a aumentar o número e a variedade dos dados disponibilizados. Também continuaremos a olhar para a parte mais decisiva de um projeto, colocá-lo online! Para isso abordaremos algumas ferramentas, quer de nível iniciado e avançado

Não importa se tens capacidades técnicas ou não, há sempre tarefas para distribuir e acima de tudo queremos que os Date With Data sejam um espaço de partilha e aprendizagem para todos.

E não te esqueças do portátil! Se tiveres à mão traz também uma ficha tripla para assegurarmos que toda a gente tem bateria.

Das 10:00 às 17:00, no Pavilhão Jardim do UPTEC PINC (Praça Coronel Pacheco) — aparece e traz um amigo/a também! E sê pontual, que vamos começar mesmo às 10!

Aponta já na agenda: o Date With Data seguinte é a 10 de Fevereiro!

Gostavas de ter aparecido no último Date With Data? Podes ler as notas da sessão aqui.